Ambev abre programa de trainee com salário de R$ 5,2 mil

Companhia vai recrutar futuros mestres cervejeiros e gestores industriais; temporada também tem oportunidades de estágio em diversas áreas

A Ambev dá início neste domingo, 22, ao seu programa de trainee industrial que vai formar os futuros mestres cervejeiros, gerentes de meio ambiente, gerente de qualidade, de processo e integrantes do departamento de engenharia da companhia. Não há limites de vagas no processo seletivo e o salário dos trainees, que já entram na empresa como funcionários, será de R$5.200.

Podem se inscrever recém-formados de qualquer parte do Brasil nos cursos de engenharia, química, farmácia, agronomia, biologia, ciências da alimentação, biotecnologia e demais áreas relacionados. As inscrições devem ser feitas por meio do site www.queroserambev.com.br até o dia 08 de maio.

O que esperar? O concurso é um dos mais disputados do setor (no ano passado, foram mais de 32 mil candidatos inscritos). E um dos principais atrativos é a formação em mestre cervejeiro, uma carreira em ascensão e bastante requisitada pelo mundo.

Vale destacar que esse profissional não é apenas degustador de cerveja, mas responsável por garantir os padrões de qualidade da produção, avaliar todos os insumos, matérias-primas e observar questões como transporte e armazenagem.

Sobre o processo. A seleção analisa aptidões como habilidade para negociação e gerenciamento de pessoas, interesse por desenvolvimento de novas tecnologias, capacidade de liderança, visão empreendedora, disponibilidade para viagens e mudanças de cidade, estado ou país. Exige-se inglês fluente.

Além das cervejarias, a companhia direciona também os trainees para suas operações verticalizadas. Estão no grupo plantas como a de Maués (AM), que produz o extrato de Guaraná, Ambev Vidros (RJ), que fabrica garrafas, e as maltarias no Rio Grande do Sul, responsáveis pela produção do malte, insumo básico nas cervejas.

Fases da seleção. Após o término das inscrições, os candidatos selecionados passarão por teste online de português, inglês e raciocínio lógico, seguida por dinâmicas de grupo – que ocorrerão por todo o país -, entrevistas individuais, painel de negócios e um painel final com o presidente e vice-presidentes da companhia.

O treinamento começa em agosto deste ano e, além do salário inicial de R$ 5.200, os trainees receberão benefícios como assistência médica, previdência privada e abono por assiduidade.

Estágios. Quem também busca jovens em processo de formação é a Raízen, licenciada da marca Shell no país. A companhia acaba de abrir o primeiro ciclo de seu programa de estágios para o ano. São 52 vagas para estudantes de diferentes cursos e as inscrições vão até o dia 16 de abril pelo site www.raizen.com.br/estagio.

Os inscritos devem ter a formação prevista entre julho de 2016 e julho de 2017 e domínio do pacote Office. Falar inglês não é requisito.

As posições são para atuar nos escritórios administrativos da companhia nas cidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Piracicaba (SP), além de vagas abertas no Norte, Nordeste, Sul e interior do Estado de São Paulo. Além da atuação na área administrativa, a companhia recruta estagiários para sua área de produção de açúcar, etanol e energia; terminais de distribuição de combustíveis; e bases em aeroportos espalhadas pelo país.

Com duração de até dois anos, o programa é aberto a estudantes de graduação dos cursos de engenharias (todas as especializações), direito, administração, ciências contábeis, ciências econômicas, comunicação social (jornalismo e publicidade), estatística, tecnologia da informação, análise e desenvolvimento de sistemas, informática, sistemas da informação, marketing, psicologia, agronomia e ciências agrícolas.

Mais estágios. O CIEE (Centro de Integração Empresa Escola) também tem 106 vagas de estágio para a área de informática, ofertadas por empresas na capital paulista. Podem se candidatar estudantes do 1º ao 4º ano dos cursos de análise e desenvolvimento de sistemas, ciência da computação, engenharia da computação, redes de computadores, web design e áreas afins. Para algumas oportunidades são exigidos conhecimentos em HTML, Photshop, Word, Excel, Windows, PowerPoint e inglês.

Segundo a entidade, os valores de bolsa-auxílio variam de R$ 450 a R$ 2 mil, de acordo com jornada, de 4 a 6 horas, período e curso, além de auxílio-transporte e recesso remunerado. Há empresas que, ainda, oferecem vale-refeição ou alimentação, cesta básica e assistência médica.

Inscrições no site www.ciee.org.br ou nas áreas de atendimento ao estudante (Rua Tabapuã, 516, Itaim Bibi, ou Rua Maria Paula, 212, Centro) ou postos em instituições de ensino. O interessado por encontrar os endereços no site da instituição.

Font: Estadão